terça-feira, 23 de junho de 2015

FECUNDAR ANSIEDADE

Por Fátima Lima


“Há algum tempo atrás, na verdade, há muitos anos, os homens começaram a ser substituídos por máquinas.

Sim, por robos que seriam mais baratos e trabalhariam mais rápido que humanos e quase sem margem de erro.

Parece tentador não? Qual grande industria não gostaria de substituir seus homens por uma mão de obra muito mais barata e perfeccionista

Pois bem, o tempo passou e isso deu “muito” certo em algumas áreas.

Hoje estamos em uma era de pensamento acelerado, porém não podemos ainda criar cérebros artificiais para substituir as nossas ideias e eficácias humanas.

Sou uma pessoa que trabalha com RH, e hoje as perguntas cruciais são: Você aguenta trabalhar sob pressão? Se a pessoa responder que não, está fora.

A ideia é responder “claro, é tranquilo, eu amo uma boa pressão”.

Você trabalha quantas horas por dia? Se responderem-me “8 horas, sinto muito, amo minha família e volto para casa as 18 ou eu tenho faculdade e preciso sair no horário, está fora”.

O ideal é: claro, pelo menos 10 horas por dia, muitas vezes viro a noite no projeto.

Algo está errado com o mundo ou algo está errado comigo?!

Essa não é a minha ideologia, se o moço diz pra mim que tem 2 filhos para criar e é esforçado eu tenho vontade de dar-lhe um tapa nas costas confiável e dizer o emprego é seu.

Estão forçando as pessoas a trabalharem mais horas do que o cerébro suporta, estão agora fazendo justamente o contrário, tentando transformar o homem em máquina, em robô,
uma linha de produção gigante, que gera muito dinheiro, que gera muitos produtos.

A sociedade hoje fecunda mentes para serem ansiosas, existem cursos de ministra o tempo!!

O tempo não é de cada um e cada um faz o que quer dele? Não... O Ideal é produzir durante 10 horas por dia

Manter o cerebro atento, e se dedicar à algum curso empresarial durante mais duas horas

Uma dorzinha de cabeça, um mal estar ali, um remedinho aqui.

Pronto novinho em folha humano, produza novamente

Temo pelo que acontecerá com a geração do futuro, desde crianças já estão nessa.

De manhã colégio, de tarde jiu jitsu, depois ingles seguido de natação, chegar em casa, mal comer e dormir para começar tudo de novo.


E me pergunto, qual o grande problema em ter um tempo livre?

Um tempo sendo criança... um tempo sendo mulher, um ócio para descansar sem simplesmente pensar em nada?

É quase um crime hoje em dia ter a mente livre

A questão que não quer calar é... Mas porquê? Por quem?

0 comentários:

Postar um comentário