segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

10 MANEIRAS DE SER NOTADA

Passar em branco pela vida pode ser muito decepcionante. Entrar e sair de lugares, grupos, festas, empresas e depois de cinco minutos ninguém lembrar mais de você. Parece que você nunca existiu,  não deixou marcas nos relacionamentos que teve. Ninguém percebeu o quanto você poderia ter sido amiga, conselheira, amante, companheira para bons papos, troca de informações e até de conhecimentos.

Alguns passam pelos corredores mas os outros só percebem sua existência o suficiente para desviar e não esbarrar. Mal notam que esta pessoa vestiu aquela roupa nova, que usou maquiagem, que caprichou no sorriso, ou até mesmo que está péssima e precisa de um mínimo de atenção. Muitas vezes pode pode estar precisando de uma simples pergunta “tudo bem?”, mesmo que seja para responder simplesmente “tudo”.

Como ser notada de forma positiva

Pior do que ser “transparente” é ser notada de forma negativa. Se você apelar demais corre o risco de usar as estratégias erradas e ser lembrada de uma forma pejorativa.

Os pecados que quem “perde a mão”

- Maquiagem ou roupas extravagantes que não tem nada a ver com sua personalidade. Não que você não tenha o direito de ter um estilo diferente. Tem. Mas se fizer algo extravagante sem que isso a deixe confortável o tiro sairá pela culatra.
- Usar agressividade na voz ou nos atos. Estar certa, ter seus direitos não significa que coloca-los de forma deselegante trará mais resultados. Você poderá ter a conclusão de todo mundo de que está certa, mas não terá a simpatia das pessoas. Pense bem, uma coisa não exclui a outra, se por exemplo, você foi negligenciada na fila do banco, não a notaram e atenderam outra pessoa em sua frente. Você tem todo direito de exigir a atenção que merece. E você a terá, mas pode ter uma atenção positiva ou negativa. Depende da forma como coloca e exige seus direitos.
- Reclamar quando tenta ser amigo de alguém mas este não corresponde. Reclamar é apenas um desabafo e não um caminho para obter o que deseja. Pense bem, se alguém quer ser seu amigo mas por algum motivo você não está dando muita atenção a ele, você gostará mais dele se ele reclamar de sua falta de atenção? Não, pois com esta atitude fará o papel de um “reclamão chato” e já que você nem o percebia acabará descartando-o de vez.
- Cobrar retorno tipo “mesma moeda” das pessoas a quem você ofereceu algo bom. Seria muito bom que se depois de uns dia você também recebesse um bombom da pessoa a quem você deu um bombom, mas nem sempre isso acontece. Você tem dois caminhos, ficar se lamentando ou partir para outra.

"Desculpe por existir"

Este é um grande erro que você pode incorrer. Considerar que tudo é sua culpa. Achar que se você não é notada é porque você deve ser uma pessoa insignificante. Não, você apenas ainda não aprendeu a se colocar de forma afirmativa. Mas de toda forma vamos considerar que mesmo as pessoas mais maravilhosas nunca são unanimidades, sempre tem os que não se conectam e isto a algo que devemos respeitar.

Ser notada por amigos, colegas de trabalho ou por futuros namorados?

Saiba qual o seu objetivo com cada pessoa. È muito diferente a forma como você deve se colocar diante de pessoas que lhe interessam como amigos, como colegas de trabalho ou para relacionamentos amorosos. Um mal entendido neste sentido dificultará em muito a correção e fazer a pessoa entender que vocês podem ter um ótimo relacionamento, mas de outra forma.

10 maneiras de ser notada positivamente

1- Use tom de voz adequado para cada ocasião.

Se estiver numa festa fale de forma mais leve, em volume que seja audível. Muitas conversas são encerradas simplesmente porque as pessoas  não escutam as outras. Se estiver no corredor da empresa, use um tom mais intimo.

2- Expresse sentimentos.

Se encontrar um conhecido na rua expresse alegria ao vê-lo. Perceba que se fizer cara de indiferença estará fechando um contrato para este tipo de relacionamento com esta pessoa. Se tiver chateada com alguém, diga de forma elegante e afirmativa de modo a demonstrar que você quer um relacionamento bacana com ela e não quer que pequenos entraves atrapalhem.

3- Tenha iniciativa.

Lembre-se que a maioria das pessoas são introvertidas. Mesmo aqueles que parecem ser totalmente espontâneos fazem uma certa força para não se intimidarem diante das pessoas. Nenhum relacionamento acontece sem o esforço de uma ou ambas as partes, seja você a pessoa que sentirá orgulho de si mesma por ser proativo.

4- Olhe de frente.

Evitar o olhar demonstra que você evita a outra pessoa. Muitos fazem isso sem perceber, por pura timidez e não percebem que passam a imagem errônea que distancia.

5- Elogie.

Seja sincera, só diga o que realmente pensa, mas não deixe de expressar admiração por quem merece. Seja criativa em perceber nuanças que toda pessoa gostaria que notassem. Isso a ajudará a conhecer a si mesmo e perceber no outro o que seria agradável que percebessem em você.

6- Tenha assuntos “na manga”.

Prepare algo para ser dito as pessoas quando as encontrar. Muitas vezes travamos e ficamos cm cara de “ah é” e só depois que viramos as costas é que lembramos de toda conversa que poderia ser compartilhada.

7- Use termos positivos para se referir a você mesmo.

Pare com essa coisa de menosprezar a si mesmo para conseguir simpatia das pessoas. Cada vez que você tenta convencer alguém de que é incompetente, inadequada, feia ou burra, você consegue.

8- Seja presente.

Quem não é visto não é lembrado. Se nunca aceita um convite para ir ao barzinho depois do trabalho, se nunca pode acompanhar alguém até o carro dela, se não aparece com um cafezinho surpresa para alguém que você sabe que adoraria, se não entra no amigo secreto, você será esquecida.

9- Não pense demais.

Questione todas as bobagens que lhe passam pela cabeça, não deixe que estes pensamentos fiquem tempo demais ruminando e criando “famílias” dentro de sua cabeça. Por exemplo, se você passar por alguém que não respondeu seu cumprimento, considere que ele pode estar com um grande problema naquele dia, pode não ter te visto, mas se a pior das hipóteses for verdadeira, ou seja, esta pessoa não está a fim de falar com você – pare de ruminar e bola pra frente.
Estas dicas do item 9 se referem aos passos básicos da terapia cognitiva, que te ajuda a reestruturar seus pensamentos de forma clara e tranquila.

10- Verifique se algum grau de fobia social está te isolando do mundo.

Se você sentir muita dificuldade em aplicar os passos acima é possível que esteja com algum grau de Fobia social. Para o completo conhecimento de sua dinâmica você precisará de um psicólogo para fazer sua avaliação. Se for confirmado que você desenvolveu algum grau de fobia social você terá toda ajuda necessária para superar e aprender novamente como interagir com pessoas e nunca mais se sentir isolado e esquecido pelo mundo.
Conte com nossa equipe de psicólogos.


Algumas vezes o excesso de exposição causa sentimentos ruins – como quando uma mulher posa para revistas masculinas. Veja esta entrevista cedida pela psicóloga Marisa de Abreu para o site da Rede Record – R7



Sentimentos após exposição do próprio corpo



Percebemos que muitas mulheres mudam seu comportamento após terem seus corpos expostos em revistas masculinas. Algumas ficam mais recatadas, mudam de estilo e até ficam mais gordas e menos exuberantes. Sendo assim, gostaria de saber:


1) Por que é tão impactante quando vemos nosso corpo exposto em uma foto?

Psicóloga: Nem sempre nossa percepção é apurada quanto ao nosso próprio corpo. Em algumas pessoas isso vai ao extremo como nos casos do transtorno dismórfico corporal onde uma pessoa magra percebe-se como muito gorda e mesmo a sua imagem no espelho não a convence de seu real tamanho, tanto é que ao pedirmos que a pessoa com este transtorno desenhe seu próprio corpo irá desenhar uma pessoa gorda. Sendo assim é possível que haja impacto ao se ver em uma foto , pois se trata de um registro fixo (diferente da imagem no espelho) onde nem sempre nos reconhecemos, mesmo porque há expressões que denotam sentimentos dos quais nem sempre estamos conscientes.
Quando de trata de exposição deliberada em fotos nuas para uma revista masculina pode haver tanto a não identificação daquele corpo com o corpo que ela imagina que tinha e nem com a personalidade que ela percebe que tem com a personalidade apresentada na foto. Talvez as dicas do fotografo, que orienta para as poses, coloquem este mulher num papel que não demonstram sua real personalidade.
Talvez a motivação maior  para posar para estas tenha sido o fator financeiro, mas este fator  deixa de ter significado em outros momentos, por exemplo no momento de ver a tal revista pendurada nas bancas.

2) Como a mulher reage ao ter sua intimidade exposta para vários estranhos?

Psicóloga: As possibilidades de reação são tantas quanto o numero de mulheres posando para fotos nuas. Algumas podem sentir orgulho de si mesmas de seu corpo e beleza, outras podem gostar de transgredir as normas sociais, outras podem perceber que a decisão foi péssima, pois o que parecia demonstração de auto estima pode ser visto em outro momento como um caminho para ser interpretada pelas pessoas como vulgar.
O ser humano ainda tem muita dificuldade em lidar com criticas e acusações, e claro que atos ousados são muito mais expostos à julgamentos.


3) Por que será que elas mudam o estilo, ou seja, passam de um símbolo sexual para uma mulher recatada, após posarem para essas revistas?

Psicóloga: Talvez seja uma forma de responder ao julgamento das pessoas que a condenaram por ter feito as fotos, seria uma forma de dizer “você está enganado, não sou vulgar, sou uma pessoa integra e já que você me julgou por meu corpo e roupas que usei nas fotos estou com um novo visual para que você me julgue novamente e considere uma pessoa melhor”.

4) Muitas celebridades nem gostam de lembrar que posaram nuas. Será vergonha o que elas sentem? Quais sentimentos negativos podem surgir após tamanha exposição?

Psicóloga: : Um ato ousado será sempre vitima de acusações. Toda mulher que posou nua recebeu bateladas de criticas e julgamentos. As pessoas consideram que se ela expos seu corpo também cedeu o direito de que, quem quer que seja, avalie casa centímetro de seu corpo e personalidade. Quem não estiver preparada para receber criticas será muito sensível para reviver justamente os comportamentos que mais foram criticados.

5) Como as famílias devem lidar com possíveis comentários sobre a exposição de uma parente?

Psicóloga : A sociedade considera a família responsável pelo resultado de vida de cada um de seus membros. Se uma pessoa foi muito bem sucedida terá sua família parabenizada, se foi criminosa terá sua família recriminada. O fato é que a família participa mas não determina o comportamento de cada um de seus membros , mas ainda assim os próprios membros se sentem responsáveis.
A melhor forma de lidar com os comentários virá de uma certeza interna de sua verdadeira participação nos atos da parente que se expos. Quanto mais responsável ele se sentir mais ficará furioso com comentários negativos e envaidecido com os comenteários positivos.  Portanto a família deve ter consciência do quanto foi participativa nesta decisão.

6) E os filhos? É melhor contar logo a verdade ou ignorar o fato das fotos nuas?

Psicóloga: Todo comportamento significativo tem chance de melhores respostas dos filhos quando a verdade é logo exposta. Fazer “cara de paisagem” para algo que terá grande repercussão é o mesmo que considerar os filhos incapazes de lidar com qualquer situação fora da rotina.

7) Como lidar com o sentimento de arrependimento de algo feito em outro momento da vida?

Psicóloga: Arrependimento não desfaz comportamento. O que foi feito ficou registrado.
Algumas dicas para lidar com arrependimentos:
-Não tentar negar o acontecido.
-Não “dourar a pílula” amenizando algo que realmente foi significativo.
-Identifique tudo o que foi aprendido com a situação e perceba que haverá uma quantia enorme de situações que serão vistas com muito mais maturidade depois destes atos dos quais se arrependeu.
-Perceba que todo mundo erra e que cada erro é uma dica de como fazer melhor da próxima vez.
-Identifique quais valores pessoais foram “lapidados” após o comportamento do qual se arrependeu.


Fonte: MarisaPsicologa

0 comentários:

Postar um comentário