quinta-feira, 6 de novembro de 2014

POR QUE EXISTE SUPERSTIÇÃO?

1-      Por quê algumas pessoas acreditam em superstições?

Psicólogo: Porque gostam de “certezas”. Não vamos negar, é reconfortante pensar que X causa Y. Algumas superstições oferecem garantias preciosas como por exemplo: Se quisermos um ano de prosperidade é só usar roupa branca no ano novo. Se quisermos arrumar um namorado é só colocar a imagem de Santo Antonio debaixo do travesseiro.
Além de “certezas” gostamos de coisas simples e fáceis. Claro que sabemos que se quisermos um ano de prosperidade podemos fazer cursos, ousar em novos projetos, investir e trabalhar duro, mas tudo isso dá muito trabalho, portanto nada melhor do que um talismã para ter a sensação de que teremos tudo isso com menos esforço.

2-      Até que ponto as superstições afetam o comportamento social das pessoas dentro da sociedade?

Psicólogo: O comportamento é afetado conforme os rituais são cumpridos. Um exemplo de ritual seria bater na madeira, desviar de uma escada para não passar por baixo, amarrar fitinhas no pulso. Muitas vezes estes rituais são feitos escondidos, a pessoa tem vergonha de admitir que é supersticiosa e acaba elaborando desculpas, diz que na realidade usa o trevo de 4 folhas atrás de todas as portas porque “enfeita”!.

2 A - Um supersticioso pode se sentir prejudicado? Como?

Psicólogo: Creio que o supersticioso se sente prejudicado quando não recebe a graça esperada. Quando perde tempo se dedicando apenas aos rituais de conseguir um namorado, por exemplo, e não se dedica a ter uma vida social saudável e rica de possibilidades – que seria muito mais eficiente para conseguir o tal namorado.

3-      Acreditar em superstições pode ser considerado saudável para o indivíduo? Existem casos em que as pessoas "exageram" no que se refere as superstições? Quando isso passa do limite?

Psicólogo: Será saudável enquanto a superstição oferecer esperança, mas passa ao patológico quando a vida é consumida pela busca de soluções e saídas supersticiosas. Como psicóloga clinica já atendi muitos e muitos casos de pessoas com quadros clínicos graves e que passaram anos tentando solucionar com técnicas que não passavam de simpatias.

4-      Quem é mais supersticioso: o homem ou a mulher? Por quê?

Psicólogo: A mulher já foi mais supersticiosa em outros tempo. Mas com o passar do tempo está ficando equiparado pois a questão é cultural, os homens estão cada vez mais envolvidos com caminhos supersticiosos.

5-      Há mulheres que são adeptas em certos rituais ou simpatias para conseguir algo que estão almejando, tanto no ramo profissional quanto no amoroso. Com o final de ano, elas (na maioria) tendem a fazer esses tipos de superstições, como usar certa cor de roupa para atrair o amor ou o dinheiro, pular sete ondas etc. Isso pode significar que a mulher, no caso, pode ser/estar insegura para buscar esses tipos de artifícios?

Psicólogo: A insegurança está intimamente ligada à superstição. A sensação de incapacidade – imposta culturalmente – acaba sendo o grande motivador para a mulher recorrer às estratégias supersticiosas. A superstição se apresenta como a única saída possível para  conquistar sucesso, autonomia, independência. Claro que esta não é uma informação verdadeira, cada vez mais as mulheres estão percebendo que seu potencial é ilimitado. Nós já temos um numero maior de mulheres com curso superior, com pós graduação. O que falta é apenas um ponto muito simples: descobrir que podemos conquistar qualquer coisa a qual nos dedicamos e nos fazemos eficientes.

6-      Na sua opinião, o quê a maioria das mulheres desejam mais, que estão sempre fazendo certas simpatias e até procuram ajuda de “profissionais místicos” (cartomantes entre outros) para conseguir em 2011?

Psicólogo: Parece que a mulher ainda se interessa muito mais por relacionamentos. Relacionamentos amorosos, amizade, ou uma família saudável. Pode parecer que se interessa em aparência, mas quer apenas ser provada. Pode parecer que se interessa por bens matérias, mas quer apenas oferecer conforto aos seus filhos.
Mulher sonha em ter pessoas para poder cuidar, e receber carinho e apoio, sempre.

0 comentários:

Postar um comentário