terça-feira, 2 de setembro de 2014

SER FELIZ É MUITO MAIS UMA QUESTÃO DE ESCOLHA DO QUE DE SITUAÇÃO

Por Thaís Petroff



"... não se faz necessário precisarmos de problemas maiores para só então valorizarmos a vida que temos"


Era uma vez, em um pequeno vilarejo, um homem que morava com sua família. Mas o homem sentia-se completamente infeliz. Reclamava de tudo e de todos. Queixava-se de inúmeros problemas. Ora implicava com os filhos, ora a casa que era pequena demais, a esposa que não era boa o suficiente...Nada o satisfazia.

Um dia, cansado de tanto sofrer, resolveu procurar o sábio da aldeia e pedir o seu conselho.

Contou sua história para o sábio que então lhe disse:

- Vai, meu filho, compre um bode e o coloque dentro de sua casa e me procure daqui um mês.

O homem se surpreendeu com aquilo, mas resolveu acatar o conselho.

Passado o período de um mês, o homem voltou a procurar o sábio e lhe disse que estava mais infeliz ainda, que tinha mais problemas agora com sua casa suja, barulhenta, com menos espaço e mal cheirosa. Perguntou ao sábio o que deveria fazer. E o sábio lhe disse: 

- Vá, tire o bode de sua casa e me procure daqui um mês.

E ele assim fez. Sentiu tanto alívio por se ver livre do animal que passou a ver tudo diferente; a partir daquele dia se tornou um novo homem. Começou a descobrir e a valorizar tantas coisas que sempre tinham estado à sua volta das quais ele sequer tinha percebido a existência.

Conto essa parábola para trazer a reflexão do quanto muitas vezes reclamamos das coisas, estamos insatisfeitos, maldizemos a vida, ficamos de mau humor, sendo que temos somente problemas corriqueiros para resolver. 

Só passamos a enxergar e valorizar isso quando realmente aparece algo sério. No entanto, não se faz necessário precisarmos de problemas maiores para só então valorizarmos a vida que temos. Podemos trabalhar nossa consciência, percepção e estarmos acordados para enxergar sem exageros o que realmente se apresenta a nós. Ser feliz é muito mais uma questão de escolha do que de situação.



Fonte: UOL

0 comentários:

Postar um comentário