terça-feira, 12 de agosto de 2014

VALORES HUMANOS: PRINCÍPIOS DE UMA EDUCAÇÃO ALÉM DO EU

Por Patrícia Renata


A partir da observação das diferenças entre animais e homens que chegaremos aos valores que pertencem somente aos humanos. São valores morais e éticos demonstrados através da conduta e comportamento das pessoas. Constituem um conjunto de regras estabelecidas para uma convivência saudável dentro de uma sociedade, diferentemente dos animais, que agem pelo instinto da sobrevivência.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB - enfatiza a necessidade de uma educação que possibilite a aquisição de conhecimentos e habilidades, incluindo, também, a formação de atitudes relativas a valores como finalidade da educação nacional. É importante nos dias de hoje, uma postura reflexiva da prática dos valores humanos para formação do ser: cidadão e construtor de uma sociedade mais ética, justa e social na Pós-Modernidade.

Personalidade para Carver e Scheier é uma organização interna e dinâmica dos sistemas psicofísicos que criam os padrões de comportar-se, de pensar e de sentir característicos de uma pessoa.

De acordo com Asendorpf, os traços de personalidade são relativamente estáveis no tempo. As diferenças interpessoais são variações frequentes e normais e o estudo das variações anormais é objeto da psicologia clínica. A personalidade é influenciada culturalmente. Em dos componentes da personalidade para Freud, o superego; é o veículo da tradição e de todos os duradouros julgamentos de valores que se transmite de geração para geração.

Intrinsecamente à personalidade humana, estão os valores humanos, definidos por bons princípios que determinam e também elevam o caráter e a personalidade do ser humano.

Na paz, uns dos valores humanos, é que se processam as transformações da personalidade.


A AÇÃO CORRETA E O ASPECTO FÍSICO

Os animais não têm discernimento entre certo e errado, por isso não se questionam e agem impulsivamente pelos seus instintos. Já o homem como ser racional e responsável pelas suas escolhas tem que ter o discernimento para não se comportar como animal. A ação correta resulta da sintonia harmônica do ser humano com a natureza e com o universo. O ser humano age corretamente sempre que ouve a voz interior, da consciência.

É um valor humano porque, sendo o ser humano uma mescla de ignorância e conhecimento, de bem e mal, tem na ação correta à prevalência do bem. Só o ser humano é capaz de moldar seu caráter e escolher o próprio comportamento.

Subvalores ou valores relativos: Dever, Ética, Honradez, Iniciativa, Responsabilidade, Respeito, Simplicidade, Amabilidade, Bondade, Disciplina, Limpeza, Ordem, Coragem, Integridade, Dignidade, Prudência e Serviço ao próximo.


O VALOR DO AMOR E O ASPECTO PSÍQUICO

O amor é a energia de criação e coesão, transformação e manutenção da vida. É a força que abastece a psique, a alma. Essa plenitude é o alimento que nutre a mente e se reflete no pensamento, palavras, ações e hábito. O exercício do amor é que revela o ser profundo, sagrado, transcendental e sublime.

Quando o ser humano consegue transpor a autopreservação, o sentido de posse, vencer os limites das preferências e aversões, realiza a divindade na condição humana.

Como valor absoluto, pode-se dizer que o verdadeiro amor é a manifestação de Deus. O Deus que existe dentro de cada ser humano.

Subvalores ou valores relativos: Dedicação, Amizade, Generosidade, Devoção, Gratidão, Caridade, Perdão, Compaixão, Compreensão, Simpatia, Igualdade, Alegria, Espírito de Sacrifício e renuncia.



O VALOR DA PAZ E O ASPECTO MENTAL

A paz é o alicerce da felicidade do homem. Ela advém da eliminação da desordem interior criada pelos estímulos dos sentidos, emoções e pela formação sucessiva e não seletiva de pensamentos e desejos.

A mente pode ser a principal aliada na construção da paz interior, mas também o mais sério obstáculo a ser transposto. Disciplinada, é o ponto de equilíbrio entre a personalidade e o espírito. Desorientada, fonte de inquietações, pensamentos inúteis e desgastantes que corroem a paz interior. Os animais não se preocupam com o futuro, com o passado, não odeiam outros animais, tudo que é feito por eles acontece mecanicamente, pelo simples instinto de conservação, de sobrevivência.

A paz é um valor universal e também um anseio de todos os povos. Está muito relacionada às escolhas que fazemos e a maneira como nos relacionamos com os demais.

Subvalores ou valores relativos: Silêncio interior, Calma, Contentamento, Tranquilidade, Paciência, Autocontrole, Autoestima, Autoconfiança, Autoaceitação, Tolerância, Concentração e Desprendimento.





O VALOR DA VERDADE O ASPECTO INTELECTUAL

A verdade é o principio básico que está por trás de todas as formas de vida. Ela dirige a conduta do ser humano autentico e o ajuda a superar seus temores. É o que dá significado e dignidade à vida.
Está relacionado à percepção que cada pessoa tem com relação às coisas ou fatos da vida. As experiências vividas, a percepção de mundo, as características de personalidade fazem com que cada um modele a “própria verdade”, sobre um determinado assunto e perspectiva de vida.
Subvalores ou valores relativos: Otimismo, Discernimento, Atenção, Reflexão, Honestidade, Exatidão, Coerência, Justiça, Lealdade, Liderança e Humildade.



NÃO VIOLENCIA E O ASPECTO ESPIRITUAL

A não violência é o reflexo da vitória do espírito sobre a natureza animal instintiva. Respeitar a si mesmo, todos os seres, coisas e leis naturais, com humildade, amor e cooperação, é vivenciar a não violência. A vida se nutre da vida, mas o ser humano pode subsistir sem causar danos desnecessários às demais formas de vida.

Pela não violência revela-se o que existe de melhor no humano. É a característica dos fortes e mansos de coração. É um valor absoluto porque é a meta da realização humana.

Subvalores ou valores relativos: Fraternidade, Cooperação, Concórdia, Altruísmo, Força interior, Respeito à cidadania, Patriotismo, Responsabilidade cívica, Unidade, Solidariedade, Respeito à natureza, Respeito às diferentes raças, culturas e religiões, Uso adequado: do tempo, da energia, do dinheiro, da energia vital, da energia do alimento e do conhecimento.

Os Valores Humanos são pontes para evolução. Somente através da educação, conhecimento e prática diária construímos essas pontes para o desenvolvimento físico, intelectual, emocional, psíquico e espiritual.
Investir nos valores humanos hoje é investir no verdadeiro sentido da vida amanhã.


0 comentários:

Postar um comentário