terça-feira, 27 de agosto de 2013

O QUE EU APRENDI COM A PSICOLOGIA?

Por Dann Toledo


Por que eu decidi fazer psicologia?

Já me perguntei isso centenas de vezes durante esses anos.
Lembro-me de uma das primeiras aulas que eu tive de Psicologia Ciência e Profissão onde a professora perguntou Quais áreas de atuação do psicólogo que você conhece? E eu sem titubear respondi psico análise.

Muitos erros e gafes depois o curso foi se desenrolando.
A psicologia tem um poder muito grande: “Faz você amá-la ou odiá-la facilmente”.
Em grande parte das vezes, ao mesmo tempo.

Já me apaixonei e desapaixonei um zilhão de vezes por ela. Sei que não sou o único.

Acredito que muitos de vocês que estão lendo isso, devem estar pensando: Nossa! É assim mesmo.

Na faculdade aprendi sobre ID, EGO, SUPEREGO, Inconsciente, Estímulo, Resposta, Sombra, Persona. Aprendi sobre áreas de atuação, linhas de abordagem, métodos de intervenção.

Na faculdade eu aprendi que por mais que você estude você vai acabar recalcando o conteúdo na hora da prova e por mais que você implore o recalcado não volta “nem a pau”.

Aprendi também que muita teoria nem sempre equivale a muito conhecimento e que grande parte do que você leva pro set terapêutico você aprendeu em conversas com amigos de sala.

Na psicologia eu me encontrei e me perdi. Mais me perdi do que encontrei.

Congressos, Encontros Regionais, Nacionais, Vivências, Festas, Caroés... Tudo isso me ajudou muito na construção do profissional que serei.

Lembro-me do meu primeiro atendimento em clinica: Esquematizei toda a sessão em casa. Escrevi o que eu ia falar como iria sentar, o que seria trabalhado. Enfim: Tudo.

O paciente chegou à sala, eu esqueci tudo e comecei a pedir a ajuda de Skinner para que ele me desse uma luz lá do outro lado.

Quantos micos eu já paguei em estágios, quantas vezes fiquei desesperado ao ler o DSM e ver que eu me enquadrava em quase todos os transtornos.

Aprendi tanta coisa com a psicologia.

Aprendi que ser psicólogo é muito mais do que ter um consultório e fazer atendimentos. Muito mais do que ler Freud, Skinner, Lacan, Bauman e tantos outros teóricos.

Aprendi que ser psicólogo é olhar de uma forma mais nítida o que realmente importa. Ser psicólogo é se importar com causas sociais e se engajar em coisas que podem mudar o nosso meio.

Aprendi que ser psicólogo é ser revolucionário. Ser psicólogo é uma dádiva, mas também uma responsabilidade enorme e prazerosa.


E você, o que aprendeu com a psicologia?

0 comentários:

Postar um comentário