terça-feira, 30 de julho de 2013

SOMBRA E PERSONA

Um momento me sentei na sala de casa estava parado só pensando, o sol batia em minha face, e nisso passava o tempo, ai resolvi me levantar e fui até meu quarto queria achar meu caderno de desenhos e etc, nisso vi uma máscara de desenho que tinha feito quando criança, olhei ela de frente, senti um arrepio tão grande... Tive um relance um "insight", eu me vi na máscara eu vi que tudo o que ela carregava de mim, era a agressão, as alfinetas que machucam as outras pessoas (até bem próximas), o vazio, a negatividade, a falta de ideias, falta de perspectiva ai me perguntei por que fiz e faço isso?

Logo, conclui que era pra fingir uma pessoa que não sou, a esconder a real pessoa que eu sou (minha intuição, meus desejos, o carinho nato, a perspectiva de mundo) e ainda assim me martelava e me perturbava o por que de aquela máscara parecer grudada em minha face...

Me sentei, respirei profundamente, fechei os olhos, olhei pro teto como se não quisesse nada, mas nesse relance de fatos, percebi que ainda eu não esteja preparado pra compartilhar minhas ideias ou o meu eu com alguém desse mundo, ou se esse mundo está preparado para o meu "eu", pode ser muita ousadia minha...

Mas não sou como muitas pessoas ou "jovens" da minha geração são, não curto as faltas de ideias, o conteúdo delas, as músicas talvez, tudo, talvez seja velho demais, talvez tenha perdurado valores e princípios muito fortes em mim, talvez a máscara que tanto me incomoda reflete o que de fato o mundo representa agora...

A falta de conteúdo, ou um sentido de vida que muitas pessoas hoje acham que é só ter um carrão, uma esposa bonita, uma casa linda, ao invés de olhar para si mesmo,e se perguntar: O que estou fazendo nesse mundo? Qual minha função nele? Por que estou aqui? Qual o sentido da minha vida?

Agora sei por que essa máscara esta impregnada em minha face, não se tem mais expectativas abrangentes de ter esse contato com alguém em particular para se discutir isso, o que ela pensa, o que sente realmente, o que pensa da sua melhor amiga ou amigo ou de quem odeia, de "cutucar" o coração e "abrir" sua mente.

Vejo pessoas vazias sem razão, mulheres sem um sentido e homens sem um motivo.

Ai te pergunto: Você realmente tem uma máscara ou aquilo que você apresenta é o que realmente é?

Ao sair de casa, não esqueça de pegar sua máscara.

0 comentários:

Postar um comentário