segunda-feira, 13 de maio de 2013

É POSSÍVEL TER PAZ MENTAL MESMO COM DÍVIDAS?


Por Eduardo Ferreira Santos


Estou muito endividado, com pensamentos muito ruins na cabeça. Por favo me ajude.

"É preciso ter coragem para procurar os credores e renegociar dívidas"


Resposta: É verdade que muitos de nós passamos por momentos financeiros e econômicos difíceis, mas não é o caso de se


DESESPERAR

Acho que é hora de se usar mais a RAZÃO do que a EMOÇÃO!

Nesses momentos, sei o quanto é doloroso e sofrido ter de viver com as contas chegando e os credores batendo à sua porta e telefonando o tempo todo.

Mas é preciso manter a calma e trazer à sua mente o pensamento: "DEVO, NÃO NEGO, MAS PAGO QUANDO PUDER!"

Sei, também, que é difícil manter a calma, mas, afinal, DEVER não é o FIM DO MUNDO!

É preciso colocar a razão acima da emoção e equacionar suas dívidas de acordo com suas possibilidades. É preciso renegociar com os credores de uma forma que eles entendam que, se não for agora, você irá pagar as dívidas, mas de forma que seu bolso aguente.

Ninguém quer perder e os credores sabem que renegociar uma dívida a longo prazo é melhor do que ficar sem receber...

Portanto, nada de AFLIÇÃO!

Ponha todas suas dívidas "na ponta do lápis" e comece a negociação com os credores.

Lembre-se de uma velha anedota de um DEVEDOR que não conseguia dormir porque tinha uma dívida para pagar no dia seguinte e não havia como fazê-lo.

Então, no meio da noite, já aflito, ligou para o CREDOR e disse que não teria como pagar, passando a AFLIÇÃO para o outro!!!

Faça isso: tenha coragem e procure seus credores.

Tenho certeza que você conseguirá equacionar suas dívidas e, aí sim, terá paz de espírito!

0 comentários:

Postar um comentário