quarta-feira, 10 de abril de 2013

MUDE SUA PERCEPÇÃO SOBRE O OUTRO


AO INVÉS DE QUERER MUDAR O OUTRO, MUDE SUA PERCEPÇÃO SOBRE ELE
Por Saulo Fong


"Lembre-se, os incômodos que sentimos na presença de outras pessoas estão em nós, e não nos outros. Ao mudar a forma de perceber o outro, você não sentirá mais a necessidade de mudá-lo."

Uma das principais causas de sofrimento e angústia na vida de muitas pessoas são os conflitos de relacionamento. Muitos desses conflitos acontecem pela expectativa que se cria sobre a outra pessoa e pela não aceitação do outro.

Aceitar o outro é um dos principais pilares para manter um relacionamento harmonioso com qualquer pessoa. Quando existe a intenção de mudar alguém, cria-se uma tensão no vínculo entre essas pessoas, pois a maioria irá resistir a essa tentativa de ser influenciada.


POR QUE SENTIMOS NECESSIDADE DE MUDAR O OUTRO?

Esse desejo de modificar um pai, uma mãe, um filho(a), um parceiro(a) ou um amigo(a) surge a partir de um incômodo que a pessoa sente na presença dele(a). Esse incômodo está muitas vezes relacionado às crenças e valores da pessoa que se sente incomodada.

Caso você acredite que alguma pessoa do seu círculo social necessite mudar, experimente se questionar e perceber quando você se sente incomodado com ela. Provavelmente, o desconforto está relacionado ao comportamento e atitude que ela manifesta. Nesses casos, tomar consciência de que esses comportamentos são apenas estratégias que a pessoa utiliza para suprir alguma necessidade, podem mudar sua percepção do outro.

Outro fator que pode estar relacionado ao desejo de mudar uma pessoa é o sentimento de superioridade em relação a ela, como se você soubesse o que é melhor para essa pessoa.

Três exercícios para você mudar sua percepção sobre o outro:

Nesses casos, alguns exercícios simples podem ajudá-lo a mudar sua percepção.

1º) Experimente imaginar os pais atrás dela todas as vezes que vocês se encontrarem. Isso porque a imagem dos pais atrás da pessoa, faz com que nossa percepção sobre ela se altere: colocamos uma origem em sua existência. Assim, percebemos a pessoa mais forte e mais independente. Você também pode imaginar os seus pais atrás de você para fazer com que a relação fique mais equilibrada. 

2º) Muitas vezes, você pode ter uma representação interna da pessoa onde ela se apresenta menor que você, como se você olhasse para ela por cima. Caso isso aconteça, imagine a pessoa na sua mente, e faça com que ela cresça até ficar do seu tamanho.

3º) Outro exercício muito eficaz para lidar com seu próprio incômodo é imaginar a pessoa que você deseja mudar e verbalmente dizer: "Eu te aceito do jeito que é." Esta frase pode fazer com que algum sentimento venha à tona. Acolha qualquer sentimento que surgir, respirando de maneira suave e contínue até sentir uma tranquilidade.

Lembre-se, os incômodos que sentimos na presença de outras pessoas estão em nós, e não nos outros. Ao mudar a forma de perceber o outro, você não sentirá mais a necessidade de mudá-lo.



0 comentários:

Postar um comentário